quinta-feira, 8 de agosto de 2013

"CANCEROSA DOENÇA DA NAÇÃO"

Mais um político português!
Do cargo que desempenhava, pediu a demissão 
Por causa de negócios envenenados, talvez
 Na política queixando-se, do lado da podridão

Muitas delas apodrecidas
Cancerosa doença da nação
Como tesouros escondidas
Quantos mais estarão?

Falam de avantajadas remessas
Com as mãos cheias de mentiras
Vendedores de amarulentas promessas
Gente bem falante nas entrevistas.

Tiram da travessa para o prato
Até ela ficar vazia
Vão de novo enchê-la  ao tacho
Enchem o bandulho em demasia.

Seus rendimentos encapuzados
Deles vivem desafogadamente
Apregoando constantemente
Iludindo os menos acautelados!

4 comentários:

  1. Boa tarde Eduardo, acho que quase todas as nações estão sendo corroídas pelo mesmo verme (politicos corruptos), precisamos rever nossos votos.. bjks tenha uma semana iluminada.

    ResponderEliminar
  2. Esta doença ainda pode ter cura, sem especialistas políticos.
    Cá vai o meu abraço

    ResponderEliminar
  3. Boa Noite


    Passando pra deixar um beijo e desejar um final de semana maravilhoso.

    Ani

    ResponderEliminar
  4. Caríssimo

    Se algum político "disser" que "não terá mais qualquer intervenção na área" é porque no "seu Acordo Ortográfico" a palavra "IRREVOGÁVEL" consta como um acto para apenas algumas horas.
    Mai nada!

    Abraços



    SOL

    ResponderEliminar