sábado, 23 de julho de 2016

"PROTEJA-SE DO CALOR"

Dei um chuto no vento,
a chuteira me saltou do pé
até aqui voando no pensamento
cheguei com esperança e fé!

Para o céu olhei,
não vi nuvem presente
se sabia, perguntei à tentação
porque é que o sol está tão quente,
amuada não me respondeu.
fiquei com a sensação
de que algo aconteceu.

Ela que era tão resmungona,
até parece que a voz perdeu
do calor do sol quente, à sombra
 para seu bem ela, se protegeu!

Se possível, proteja-se você também do calor
para que possa ter um fim de semana maravilhoso
 com saúde, alegria, em paz com carinho e amor!
(Edumanes)

9 comentários:

  1. Boa Tarde, Edu!
    Ciente do calor infernal que faz aí... por aqui, um friozinho suave dentro de casa, com tudo fechado...
    Abraço fraternal

    ResponderEliminar
  2. Amigo Edumanes, não tenho mostrado presença por falta de net em condições, mas a partir de hoje estarei aqui já com o computador funcional para ver as publicações dos amigos.
    Realmente está muito calor, mas refugiámo-nos na casinha da praia.
    Um abraço

    ResponderEliminar
  3. Sabes qual é a marca do meu protetor? É das sete da matina às nove a regar mas à sombra, depois casa com persianas fechadas até às sete na tarde, das sete às oito caminhada à beira-mar e assim não há sol que me entre na pele!
    PS: Esta receita foi de borla! E ainda te envio o meu abraço, quem é amigo, quem é?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado, c'agandalata,
      disso já eu sabia, sim
      fostes regar a tomatada
      e as flores do teu jardim?

      Eliminar
  4. Como tenho DPOC tenho mesmo que me proteger do calor, mas também das humidades....

    Bom domingo, amigo Edardo

    ResponderEliminar
  5. Juraria que ontem, antes de desligar esta maquineta, tinha aqui deixado o meu comentário. Pois estava enganado e perdia se tivesse apostado. Venho agora, tão cheio de calor como os teus versos, corrigir a minha falta.
    E, à tua saúde, aqui vai mais uma golada na Super Bock!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Basta um arranhão no nariz,
      enquanto dói a quem o tem
      para não se sentir tão feliz?
      Por isso fizeste tu muito bem,
      o mesmo a uma mini-sagres fiz
      como quem desgostos não tem
      para neste mundo viver feliz!

      Eliminar
  6. Bela imagem, belo poema, meu caro amigo Eduardo. Pois aqui, do lado de cá do Atlântico, ainda faz frio porque ainda é inverno. Sobre o teu post anterior, "Poço sem fundo", digo que também não é diferente, até acho que é pior, pois a corrupção é apavorante. Dizia-se, antigamente, que a corrupção, aqui, era caso de polícia, entretanto, hoje, parte da polícia também é parceira da maracutaia.
    Um abração. Tenhas uma ótima semana.

    ResponderEliminar
  7. Amigo: ato falho, pois o parágrafo ficou incompleto. Refazendo: "digo que aqui também não é diferente...

    ResponderEliminar