terça-feira, 31 de maio de 2016

"AO ROMPER DA BELA AURORA"

Deitada na cama,
com o corpo à vontade
sentindo não reclama
no coração felicidade!

Serenidade àquela hora,
no conforto do colchão
ao romper da bela aurora
em silêncio dormia a paixão.

 Quando naquele dia bateu-lhe à porta,
fazendo-se de boazinha, a leviana traição
apoderou-se da sua felicidade, com ela foi embora
deixando-lhe para sempre mágoas no coração!
(Edumanes)

segunda-feira, 30 de maio de 2016

"SOBRE O RIO TEJO"

Estou aqui pensando,
Deus te livre da desgraça
tão longe me vais ficando
Alentejo da minh'alma!

Alentejo terra queimada,
o fogo da maldade te queimou
não foi o calor do sol ardente.
Alentejo terra amada
Alentejo terra de boa gente.

O teu povo sempre te amou,
daqui não te vejo Alentejo,
vejo a ponte sobre o Rio Tejo,
por onde passo quando lá vou!

Será um privilégio,
da janela do meu quarto,
vejo a ponte Vasco da Gama,
sobre o Rio Tejo,
é a passagem para a outra banda
bebo água por um cocharro
quando vou ao Alentejo.

 Se fosse esse o remédio,
para bem viver, sem aí nem ui
faz de canta que fui, mas não fui
hoje, passear ao Alentejo!
(Edumanes)

"O TEU CORAÇÃO, UMA FLOR"

O teu peito é um jardim,
o teu coração,  uma flor
não deixa nunca ter fim
entre nós, o nosso amor.

Os teus lábios duas amoras,
 que, adoçam os nossos beijos
vê lá se muito não de demoras
em satisfazer os nossos desejos.

Os teus seios, como hei-de dizer,
são dois repuxos brotando água pura
os teus lindos olhos da cor do amanhecer
o teu umbigo, uma fonte de ternura!
(Edumanes)

domingo, 29 de maio de 2016

"BOM DIA DE DOMINGO"

Para tudo é preciso habilidade. Aqui na localidade onde moro, há um espaço público, pertença da Câmara Municipal, conhecido por "Quintinha", para onde se pode ir caminhar e correr. Mas, há lá muitos mosquitos, ou "melgas", como também lhes chamam. Ferram-me na lombeira, dá comichão comô caraças. Resolvi contactar algumas agências especializadas na desinfestação, todos elas foram unânimes em me indicarem o cidadão da fisga, por antes ele se ter queixado de que o dinheiro das suas reformas mal chegava para as despesas.
Contactei o referido cidadão, para saber se estava disponível, com a sua fisga, para correr com os mosquitos, de lá, à pedrada! Chegamos a acordo quanto à remuneração a receber.
Todavia, ao fim de um dia à experiência, verificou-se de que o citado cidadão, não tinha habilidade nem formação para o desempenho das funções, para as quais havia sido nomeado, motivo pelo qual dispensei os seus serviço!  Estou pensando contratar outro ex-governante, agora na oposição, o qual eu tenho a certeza de que resolve o problema! Aplica-lhes severas medidas de austeridade, acabam por morrer todos à fome!

sábado, 28 de maio de 2016

"AÇORDA DE BACALHAU"

BOM APETITE, BOM FIM DE SEMANA, 
EM PAZ, COM SAÚDE E MUITA ALEGRIA..

Há no Alentejo boa pinga,
há ninhos de andorinhas nos beirais
 há lindas moças morenas na vindima
  há muitas outras coisas mais!

Há açorda de bacalhau,
há caracoletas e caracóis
há gravilha, seixo e calhau
há rolas, melros e rouxinóis.

Há azinheiras e olivais,
há calhandras e estorninhos
há picanços, piscos e pardais
há muitos outros passarinhos.

Há lebres e perdizes,
há corvos e peneireiros
há cotovias e codornizes
 há cortiça nos sobreiros.

Há acúdes e charcos,
há ribeiras e barrancos
há fontes, rios e regatos
há sinceros alentejanos.

Há tojos e estevas,
há traviscos e ervilhacas
há urzelas e carquejas
há cabritas e cabras!

Há cegonhas e arvéolas,
há esparrelas e laços
há herdades e quarelas
há guizos e chocalhos.

Há mulas e éguas,
há coisas colaterais
há trevo e beldroegas
há belezas naturais!
(Edumanes)

sexta-feira, 27 de maio de 2016

"QUEM MAIS MAMA, POR MAIS CHORA"

A vida é,  bastante, ordeira,
o desordeiro é que a escancalha
passa os dias na "mangonheira"
 para não mexer uma palha.

Dizem que o povo alentejano,
não gosta, nada, de vergar a mola
tenho orgulho a esse povo pertencer
em dias de intenso calor lá no campo
no verão, quando o sol mais aquecer
à sombra da azinheira dorme a folga!

Quem tem a dispensa recheada,
não se preocupa com o sustento
tem lugar, reservado, no parlamento
quem por tudo, e por nada ralha!

Ralha o deputado e a deputada,
cada um puxa a brasa à sua sardinha
passam os dias sem fazerem nada
viver em democracia rica "vidinha".

Mas, nem eles nem elas, são culpados disso,
quem os lá colocou, é que não acertou na escolha
neste país, os ricos é que comem o melhor petisco
  os pobres sem azeite se quiserem comam açorda.

Para os antes do agora,
há uma enorme diferença
quem mais mama, por mais chora
porque o povo tem paciência.

Quem fala só por falar,
ou para não estar calado 
passa a vida a reclamar
neste pais endividado!

Não duvido de quem o endividou,
venha a ser o herói, mais, proclamado
quem foi o bandalho que o abalroou
como cidadão, devo ser informado.

 Quem neste país, não rouba,
  vive, apenas com o que tem
  só do que lhe pertence goza
  disso seja exemplo, Belém!
(Edumanes)

quinta-feira, 26 de maio de 2016

"IMAGINANDO"

A saudade e a lembrança,
o tempo passa leva a juventude
deixa ficar a duvidosa esperança
 em algures por aí com o ciúme!

Navegava um barco à vela,
nas ondas do mar alteroso
viajava nele uma garota bela
no camarote do amor louco!

Com o vento pela proa,
para porto seguro rumando
menos tempo dura coisa boa
como estou imaginando!

Seria tanta a felicidade,
nessa  sua viagem de lazer
no cabide pendurou o saiote
acariciando o seu belo corpo
para se libertar da virgindade
 deitada na cama em pelote
soltava gemidos de prazer!
(Edumanes)

terça-feira, 24 de maio de 2016

"IMAGEM DO REFEITÓRIO CAMPAL"

Voltando atrás no tempo,
para o Rio Lunho recordar
junto dele bem me lembro
cumprindo o serviço militar!

Os generais não corriam perigo,
a guerra era uma mina atulhada em ouro
estavam bem protegidos lá no seu abrigo
 as comissões em África para eles era gozo.

O Rio Lunho foi considerado,
mais tarde, Estado de Minas Gerais
 nos gabinetes faziam a guerra os generais
 para os soldados a combaterem no mato.

Até tenho saudades desse tempo,
mas, não da guerra, porque matava
da juventude que foi levada pelo vento
nunca mais por mim foi encontrada!
(Edumanes)

domingo, 22 de maio de 2016

"NO DIA DO ABRAÇO"

Em silêncio ouvindo,
com abraços e beijinhos
o trinar dos passarinhos
como seria bom imagino!

Na terra verdes plantas florindo,
exalando perfume em seu redor
maravilhosa seria a vida sorrindo
sem guerras, sem ódios, com amor!

No campo verde campo, estava eu a imaginar,
sentado no tronco duma árvore tombada no chão
olhando para a água, serena, correndo no rio para o mar
como o sol no céu azul, brilhando, isento de poluição!
(Edumanes)

sábado, 21 de maio de 2016

"PÃO DE FARINHA DE TRIGO""

Hoje, não acordei triste!
Mas, acordei revoltado
este país está endividado
porque a roubalheira existe.

Para bem ser governada esta Nação,
são necessários os seguintes requisitos;
é preciso que a justiça, na justiça funcione
para pôr, de imediato, cobro à corrupção.
Começando pelos políticos.
Na justiça social proceda-se à justa distribuição
para que ninguém com fome reclame
tem de ser bem distribuído o pão!
(Edumanes)

sexta-feira, 20 de maio de 2016

"AI! DE NÓS O QUE SERIA"

 No fim do verão ressequida,
quando a terra tem mais sede,
sobre a terra vegetação não haveria,
se a chuva mais não aparecesse,
mas, quando chega a primavera
verdes campos, verde vida!
De manhã o sol nasce,
indispensável fonte de calor
para dar continuidade à vida,
sem felicidade e sem amor
ai! de nós o que seria...
Se o sol fosse e não voltasse?
(Edumanes)

quinta-feira, 19 de maio de 2016

"SÃO LINDAS AS FLORES"

Para ver o sol nascer,
todos os dias amo a vida bela
com ela gosto muito de viver
não me quero separar dela.

Sem qualquer distinção,
para todos o mundo é perfeito
não o será para quem sem razão
o quer pintado só do seu jeito.

Perfumadas, de várias cores,
mostrando, toda, a sua beleza 
porque, são tão lindas as flores
que nos dá a mais bela natureza!
(Edumanes)

terça-feira, 17 de maio de 2016

"NA PRAIA"

Quase sem farpela,
na praia a sua beleza vi,
suave soprava o vento
com o olhar segui 
o corpo duma donzela
até ao bifurcamento!

Acarinhando a ternura,
por ter perdido o tino
desmaiei na brandura
sonhando com o destino.

 Uma onda perversa,
no mar se formou
em forma de aiveca
na areia se quedou.

Porque magoa,
desprezei a injúria
para com a voz que soa
acarinhar o desejo
sabendo utilizar a astúcia
cortei uma fatia de queijo.

 Para comer com pão,
bebi um copo de tinto
guardei no meu coração
a saudade sorrindo!
(Edumanes)

segunda-feira, 16 de maio de 2016

PARABÉNS A QUEM ME DEU O MOTE!

Alegria e emoção,
sem ilusão bem te fica
 mais um título Benfica
fonte de inspiração!

Dedico estes versinhos,
ao Glorioso, justo vencedor
na disputa com os verdinhos
 eu te aplauso conquistador.

Quem a sabe pontapear,
 de ter sorte não precisa
para com talento mostrar
como entra a bola na baliza.

 Também estou contente,
aqui tão perto, não distante
como quem no rosto bem sente
  a aragem do vento refrescante.

 Bem soube o treinador com habilidade,
pôr em prática sua mui dedicada sabedoria
para além fronteiras festejaram com euforia
de Portugal, noutros países mais distantes
por terem sido transformados em realidade
os sonhos dos adeptos e simpatizantes.

 O pais orgulhoso se vestiu de encarnado,
em Lisboa, da Luz ao Marquês de Pombal,
pelo trigésimo quinto título conquistado
 VIVA O GLORIOSO BENFICA VIVA PORTUGAL!
(Edumanes)

sábado, 14 de maio de 2016

"SEM INSPIRAÇÃO"

Porque hoje sem inspiração,
para algumas palavras escrever
ao atravessar a rua sem querer
fui atropelado pela inflação!

Como quem não tem coração,
 neste Universo sem alma nem dó
vinha acompanhada da corrupção
 porque um mal nunca vem só!

Também se fazem favores,
a quem investiga a corrupção
são condecorados os traidores
destruidores desta Nação!
(Edumanes)

segunda-feira, 9 de maio de 2016

"BOLOTAS COM PÃO"

Não tenho formação académica,
nem perfil de doutor
a minha juventude foi perversa
lá no campo fui pastor!
Devido à económica situação
que no país nessa época se sentia,
sem sapatos andei descalço 
numa enxerga de palha, no chão, dormia,
lavava a cara e os pés no regato
comia bolotas com pão.
Guardei vacas,  perus e porcos,
com a foice roçadora
nas chapadas rocei tojos,
 com a charrua, a terra lavrava
puxada por juntas de bois,
 semeei trigo na terra lavrada,
 Nã tô arrependido nâ senhora,
 o dever me chamou depois
como cidadão deste país,
deixei a santa terrinha.
Porque o destino assim o quis,
  amava e amo a pátria minha
no Exército cumpri o serviço militar,
ao toque do clarim, sem terror,
marquei paço ao rufar do tambor.
Fui enviado para a guerra,
por ordens do Salazar,
por tudo isso pudera
fui conhecer o ultramar!
Naquelas longas avenidas desfilei
de Lourenço Marques, hoje Maputo,
para o norte de Moçambique marchei
depois de tudo isso, contudo,
 culpado não fui dalgum mal acontecido.
Tenha sido ou não em falso,
não estou arrependido
porque voltei são e salvo
de onde parti, livre de perigo!
(Edumanes)

domingo, 8 de maio de 2016

"TRISTES LEMBRANÇAS DO PASSADO"

Era arriscada aventura,
reivindicar aumento salarial
no tempo da ditadura,
aqui em Portugal,
só por meio tostão,
porque, o ditador Salazar,
sem dó nem alma
mandava com o cacete
bater, porque ignorava
o mesmo que cachaporra.
Sem azeite,
para temperar a açorda 
o trabalhador camponês 
lá no campo ao rigor
trabalhando para o latifundiário,
à chuva, ao frio e ao calor,
pobre cidadão português,
sem controlo de horário!
Quem mais sofria,
era o povo alentejano,
por causa da injusta divisão
porque a terra era de meia dúzia
contra a desenfreada exploração
quem reclamasse de penúria
levava porrada no lombo!
(Edumanes)

sábado, 7 de maio de 2016

"XAROPE DE CAPILÉ"

"Bom Dia, se Possível Com Muita Alegria e Boa Disposição"

Alentejano com fé, neste dia de invernia! Não foi à inauguração do Túnel do Marão, porque ontem à noite  à socapa entrou na tasca da Marilé!
Olá, olé, logo fez subir a maré...Meteu a rolha no gargalo da garrafa da Capilé!
Depois dum mergulho bem sucedido, seguido dum gemido sentido, ouvido e divertido!
Foi embora sem boné, porque o deixou dentro da sanita, ao lado do bidé, cheio de nódoas das borras do xarope de capilé!..

sexta-feira, 6 de maio de 2016

"NAS PÉTALAS DUMA FLOR"

Escorregou na escadaria,
tinha nas mãos a colher de pau
quando imaginou naquele dia
misturando na água o colorau!

Será que alguém ficou rindo?
Nos degraus junto ao consultório
pois, sem saber para onde  fugindo
tropeçou nos pés do lavatório.

 Pelas ruas, triste sem amor,
sem destino vagueava a ternura
nas pétalas perfumadas duma flor
chorando lágrimas de amargura!
(Edumanes)

quinta-feira, 5 de maio de 2016

"A LUZ AO FUNDO DO TÚNEL"

Hoje é Quinta-feira da Ascensão,
é dia para quem quiser apanhar a espiga!
Aqui na Póvoa de Santa Iria está chovendo
será, mesmo, verdade ou apenas cantiga,
o que estão p'raí dizendo?...
No próximo sábado vai ser inaugurado
o tão polémico e falado Túnel do Marão,
aos contribuintes terá custado um dinheirão
mas, pelos utilizadores será bem pago?
(Edumanes)

quarta-feira, 4 de maio de 2016

"DOR QUE A MINHA ALMA TEM"

Vaga, no azul amplo solta, 
vai uma nuvem errando.
O meu pensamento não volta.
Não é o que estou chorando.

O que choro é diferente. 
Entra mais na alma da alma.
Mas como, no céu sem gente, 
a nuvem flutua calma.

e isto lembra uma tristeza 
e a lembrança é que entristece,
deu à saudade a riqueza
da emoção que a hora tece.

Mas, em verdade, o que chora
na minha amarga ansiedade
mais alto que a nuvem mora,
está para além da saudade.

Não sei o que é nem consinto
à alma que o saiba bem.
Visto da dor com que minto,
dor que a minha alma tem.

(Poesias de Fernando Pessoa)

segunda-feira, 2 de maio de 2016

"HOSPITAL"

Não estejam a pensar amigas e amigos, de que estou esquecido de visitar os vossos blogues e comentar as vossas prosas e rimas. Mas, aconteceu o que eu nunca pensava que poderia acontecer...Uma das minhas duas filhas teve um enfarte. Foi muito forte para a idade dela, segundo disse o médico que a socorreu no hospital,  na noite do passado dia 25 do mês de Abril, para ode se deslocou devido a  dores sentidas no peito. Estava no sítio certo, à hora certa, porque se tivesse em casa, teria sido muito difícil a recuperação. Graças à pronta e rápida intervenção médica, ela está recuperando, livre de perigo!