segunda-feira, 8 de maio de 2017

"ANTES DA PONTE!

Antes dessa ponte que foi baptizada com o nome de Salazar, ter sido construída!
EU EXPRICA :- O único transporte que havia entre o Terreiro do Paço-Cacilhas e vice versa era o barco cacilheiro, cada travessia custava 15 tostões. Em Lisboa por um corte de cabelo pagava-se 15 tostões, em Cacilhas 10 tostões. Motivo pelo qual individuo ia de Lisboa a Cacilhas mandar cortar a cabelo para poupar 5 tostões!

Sempre haverá teimosia,
enquanto houver teimosos
menos lhe pesa nos bolsos
quem tem a carteira vazia!

Desconhecendo-se o futuro,
não vou pregar para o deserto
porque, sou cidadão honesto
não sou ladrão nem corrupto.

Quem não é ganancioso,
também, não é arrogante
quem se sente orgulhoso
deste mundo habitante!

Imagino, que, doravante,
haverá uma reviravolta
quando for filho da porca
o galo deixará de ser galante.

 Os burros serão extintos,
o mundo governado por macacos
quando as porcas parirem pintos,
as galinhas parirão bácoros?

Dos ovos que pôs a galinha,
antes de ter sido galada
não nasce pinto nem pintainha 
faça-se com eles uma gemada.

Nos rios a água correr,
no sentido inverso
tudo pode acontecer
no mundo virado do avesso!
(Edumanes)

17 comentários:

  1. Minha Nossa Senhora, que grande confusão arranjaste para aqui!
    Viraste o mundo do avesso mesmo e ainda hoje o gajo que foi cortar o cabelo a Cacilhas não percebeu que ficou a perder no negócio!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A vida sem confusões,
      é sossegada demais
      não desperta corações
      de apaixonados casais!

      Eliminar
  2. Meu caro poeta amigo Eduardo, gostei dos teus versos descontraídos. Um abração daqui do sul do Brasil. Tenhas uma ótima semana.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Os meus versos descontraídos,
      viajam pelo mundo em liberdade
      por nenhum ainda se ter perdido
      vão e vêm carregados de amizade!

      Eliminar
  3. É pá grande açorda! Mas gira e saborosa de ser lida, no nosso tempo já não vamos ver o mundo assim, mas vai a caminho, com tanto maluco a governar ficamos todos xexés!

    Cá vai mais um abraço GRANDE POETA.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Uma boa açorda,
      com dente d'alho
      e uma bela garota
      junto do borralho!

      Eliminar
  4. Amigo Eduardo! Belo poema! Bastante rico nas rimas. Só não conheço a origem do tema.

    Abraços,

    Furtado

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tema, ponte Salazar,
      e o barco cacilheiro
      foi a Cacilhas cortar
      por 10 tostões o cabelo!

      Eliminar
  5. Espera lá meu querido Edu
    Desta vez​, fjquei apanhada. Acho que​ nao chego a tempo de ver outra mudança
    Kis :=}

    ResponderEliminar
  6. Estou à espera AvoGi,
    diz lá da tua justiça
    estás longe não te ouvi
    vem não tenhas preguiça?

    ResponderEliminar
  7. Amigo, Edu!

    Que rimas maravilhosas, ritmo!...
    Eu dei muita risada!
    Adoro ler, inclusive, suas respostas!

    Beijos! =)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A porta aberta, não fechada,
      para aqui Nadine poder entrar
      volte sempre com a sua risada
      pela estrada fora a caminhar!

      Eliminar
    2. Haha...
      Ahhhh, vim para ler minha resposta!

      Adoro!

      Beijos! =)

      Eliminar
  8. Querido Padrinho.
    Boa Noite amado padrinho..
    Com saudades de quando podia estar aqui todos os dias,
    era feliz de verdade.
    Meu padrinho..
    Tenho andado sumida mas alheio a minha vontade
    a algum tempo minha vida virou .
    Enquanto cuidamos da saúde o tempo se esvai
    até mesmo sem perceber.
    Aqui já sorri muito do seu poema tão bem rimado
    omo todos meu padrinho é muito divertido.
    Uma semana abençoada.
    Beijos da sua afilhada.
    Evanir.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Minha afilhada Evanir,
      obrigado pela sua visita
      aqui,volte sempre a sorrir
      com, saúde, paz e alegria!

      Eliminar
  9. É verdade meu amigo "tudo pode acontecer
    no mundo virado do avesso", gostei.
    Um abraço e boa semana.

    Andarilhar
    Dedais de Francisco e Idalisa
    Livros-Autografados

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Jamais retrocesso,
      haverá ao passado
      o mundo do avesso
      Já está meio virado?

      Eliminar