terça-feira, 28 de fevereiro de 2017

"SOMENTE"

Acontece na realidade,
não surge só na imaginação
amor, carinho e felicidade
quem ama sente no coração
para a manter haja vontade
não se destrua a paixão!

Quem nesta vida mais trabuca,
para não perder a sua identidade
mais vale tarde do que nunca
nem que seja só por uma tarde!

Uma longa tarde de alegria,
para durante a noite sonhar
quem se deita de barriga vazia
 na cama não consegue sossegar.

 Amor sente no coração,
somente, quem sabe amar
mais vale um pássaro na mão
do que dois pássaros a voar!
(Edumanes)

segunda-feira, 27 de fevereiro de 2017

"QUASE DESPIDO"

Nem nunca, nem no dia de Carnaval,
 quem a fartura não farta de mataco ao leu
porque, se houver menos sol em Portugal
é porque mais nuvens vagueiam no céu!

Não se chora de tristeza,
enquanto se sorri de alegria
tanto de noite como de dia
na terra vagueia a beleza.

Pelas ruas em liberdade,
de olhar não sendo proibido
 com uns trapinhos à vontade
nesse corpo quase despido!

Faça sol, chova ou faça frio,
não sente frio corpo quente
como livre corre a água no rio
 seja turva ou seja transparente?
(Edumanes)

domingo, 26 de fevereiro de 2017

"LIBERTA"

Os exércitos só pecam,
por matar gente inocente
se quem explora boa gente
evitassem heróis eram!

Atitude de Paulo Núncio revela,
 "grande elevação de carácter"
se tivesse vergonha na cara dela
à sociedade seria uma útil mulher!

Da matraca liberta bojardas,
como no Iraque os americanos
terão muitos milhares de balas
disparado contra seres humanos!
(Edumanes)

sábado, 25 de fevereiro de 2017

"NA BACIA"

Da enxerga me levantava,
ia lavavar a cara na bacia
para o trabalho abalava
cantando com alegria!

Saúde ausenta a dor,
no campo vida sadia
à chuva, ao frio e ao calor
trabalhando todo o dia.

Como os soldados na guerra,
homens no campo sem abrigo 
com amor se trabalhava a terra
para fazer pão, nos dava o trigo!
(Edumanes)

sexta-feira, 24 de fevereiro de 2017

" ROSAS E ESPINHOS"

A roseira não tem só rosas,
 tem espinhos também 
quem atitudes vergonhosas
pratica, vergonha não tem!

De  que pela Geringonça,
 está sendo incomodada
 à boca cheia diz a sonsa
aquela do nariz rebitado
não contente com o que tem
talvez queira uma melhadura
queixar-se foi aquela mimada
ao Sr. Presidente da República
 caminhando a passo apressado
apressadamente, para Belém!
(Edumanes)

"FADINHO ALENTEJANO"

Atenção amigo António,
para ti que tens uma horta
sem esquecer o Querido e o Páscoa
é que desta me lembrei agora,
com as mãos pegando no cabo da enxada
cavando a terra vergas a mola
deste fadinho alentejano
escutem bem o reportório
sim senhora, não estou mangando!

quarta-feira, 22 de fevereiro de 2017

"NA RIBANCEIRA"

Bem se sente no corpo,
nas tardes quentes de verão
nesta vida sem retorno
sopra o vento do suão.

Suave na primavera,
sopra o vento, o sol brilha
no inverno o frio refresca
 a água dentro da bilha.

Na bilha feita de barro,
no exterior tem uma pega
fresca bebida pelo cocharro
abençoada a alma refresca.

Sem mais nada na agenda,
para hoje e sempre vos fazer rir
quem mais anda mais desanda
sem daquela negra poder fugir!

Daquela nuvem negra,
digo, passageira do tempo
derramando água na ribanceira
eu a vi para o rio correndo!

Não estou não mentindo,
só estou, aqui, imaginando
nem zangado nem sorrindo
porque estou descansando!
(Edumanes)

terça-feira, 21 de fevereiro de 2017

"DE MIM"

De que boa educação tem,
acredito, quem procede assim
mal não estou dizendo de outrem
enquanto estou falando de mim!

Eu, falo com as flores,
mas, nunca as ofendo 
porque gosto, muito, delas
no campo, no jardim de várias cores
quando as estou vendo 
perfumadas tão belas!

Quando vou à praia,
tenho sempre em atenção
gosto da água não a magoo
vejo as mulheres sem saia
obedeço à educação
que nunca me abandonou!

Respeito as boas maneiras,
quando eu trabalhava
tirava as mãos das algibeiras.
Digo quando eu trabalhava,
porque agora estou na reforma
de tudo o que me agrada
nada, mesmo, me incomoda!
(Edumanes)

segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017

"RUA ESCURA"

O que se perde na vida,
na vida jamais se recupera
notícias mais não tivera
da juventude perdida.

A caminho do futuro,
na Rua da Claridade
perdida no escuro
lá ficou a mocidade.

Perdida no tempo,
não sei onde a encontrar
saudades dela tenho,
no entanto,  ao passar
a seguir, na Rua Escura
perguntei à claridade
que me disse, porventura
foi presa na Rua da Liberdade!
(Edumanes)

domingo, 19 de fevereiro de 2017

"VERDE SEARA"

 No coração à distância,
a saudade que se sente
quando do amor ausente
longe de quem se ama.

 Se impede o obstáculo,
a distância não separa
une quem está afastado
a saudade verde seara.

Estou lembrando disso,
bom petisco na lancheira
boa pinga, pão e chouriço
nesta tarde domingueira!
(Edumanes)

sábado, 18 de fevereiro de 2017

""POR QUÉ NO TE CALLAS?"

Como no tempo do cala a boca rapaz,
felizmente, não há em Espanha outro Franco
nem em  Portugal, governa outro Salazar
porque se governasse, não se ouvia tanto,
como tantas vezes se tem ouvido falar
 lá e cá, da Central Nuclear de Almaraz!

Da natureza é inimiga a poluição,
das pessoas e seu bem estar na vida
com uma mão se lava a outra mão
de que é mentira isso ninguém diga.

Ninguém só com um comprimido,
 poderá curar as doenças do pulmão
como as mágoas dum amor traído
 deixadas para sempre no coração.

Todos queremos bem estar na vida,
ter na garagem um luxuoso carrão
sempre pronto para mais uma corrida
com os pezinhos levantados do chão!
(Edumanes)

sexta-feira, 17 de fevereiro de 2017

"NA ARENA"

O boi apaixonado,
pela vaca ciumenta
vagueia desnorteado
como nuvem cinzenta
voa no céu azulado?

Seja boi vindo,
delicada ela foi
a vaca sorrindo
 disse para o boi!

Na planície alentejana,
erva verde pasta o gado
sopra o vento na savana
faz frio no descampado.

O boi apaixonado,
para lá ser sem pena
toureado e torturado
 já entrou na arena!
(Edumanes)

quinta-feira, 16 de fevereiro de 2017

"PÉTALAS"

Atrás dela os cães galgos,
na charneca uma lebre corria, corria,
enquanto deputadas e deputados,
gritavam na casa da democracia!

O pastor, lá no prado,
as ovelhas pastando,
encostado ao cajado
alegremente, cantando!

No Jardim do Amor,
uma rosa na roseira desabrochava
sobre as pétalas de uma flor
uma borboleta voava, voava!
(Edumanes)

quarta-feira, 15 de fevereiro de 2017

"RECORDAR É VIVER"

Se recordar é viver,
é o que estou fazendo
por assim o entender
ajuda a passar o tempo!

A Bandeira Nacional,
colocada sobre o caixão
da guerra colonial
triste recordação!
Explosão fatal
de minas na picada
 soldados de Portugal
tiveram morte imediata
em defesa da Nação!

Muitos anos já se passaram
quem lá andou jamais se esquecerá
das feridas que ainda não sararam
as quais só o tempo apagará!
(Edumanes)

sábado, 11 de fevereiro de 2017

"ILUSÃO"

Onde mais opera a ilusão,
aqui no mundo do aprendiz
tem vazio o lugar do coração
quem não faz alguém feliz!

Desde sempre não só de agora,
ainda há gente que não entende
porque ainda, certamente, ignora
essa gente que outra gente explora
 de que o mundo  a todos pertence!

 Coração de pedra não sente,
não sendo de quem sente e adora
neste mundo sempre haverá gente
por ciúme, do amor, sofre e chora!

Quem dos olhos para o chão,
derrama lágrimas de sofrimento
esquecidas não ficam no tempo
 saudades guardadas no coração!
(Edumanes)

sexta-feira, 10 de fevereiro de 2017

"MELHOR FORTUNA"

video
Já fui acender a salamandra,
para me aquecer no braseiro
o que não anda nem desanda
está frio no mês de Fevereiro!

Se durar a vida inteira,
 a saúde, melhor fortuna
a chuva não sendo muita
mas, já apagou a poeira!

Na mioleira nada mais me ocorria,
para vos desejar bom fim de semana
olhei para o céu, vi o sol que alumia
a terra que a gente em cima dela anda!
(Edumanes)

quinta-feira, 9 de fevereiro de 2017

"VEREDAS DO PASSADO"

Lágrimas correndo pelas faces abaixo,
dos olhos das pessoas carregadas de luto
deram origem a que nas veredas do passado
se construíssem as auto-estradas do futuro!

Houve quem depois da destruição,
 quisesse obturar o caminho do progresso
não a pistas de aterragem em construção
por todo o mundo a céu aberto!

Prontas para receber os aviões,
essas loucas máquinas de guerra
gananciosos detentores de milhões
espalhando sangue humano na terra.

Tão desumanos sem coração,
doentes, perigosos, fanáticos
a quem para comer não tem pão
no caminho colocam obstáculos!

São piores do que animais quadruplos sem cabresto,
sem peia nas patas correndo, loucamente, a relinchar
querem sem perturbações no seus país viver em sossego
mas vão para outros países os seus habitantes escoicear!
(Edumanes)

quarta-feira, 8 de fevereiro de 2017

"NA FEIRA DO CHOCOLATE"

MOTE:
Aqui no sossego,
sentado estou olhando
vocês como eu estão vendo
o chocolate balançado?

Quem pensa que não faz falta?
Hoje, a uma senhora ouvi dizer
quando estava sendo entrevistada 
por uma jornalista da televisão,
na feira do chocolate, em Matosinhos.
Graças a Deus, não chove,
das duas uma! Não quer que chova
ou então, não entende?
Se das nuvens não cair água no chão,
 sem água os passarinhos
morrerão todos à sede!
Sem água não há pastagem
 para sustentar as vacas leiteiras
é delas que se ordenha o leite
para a gente beber.
Sem água não há verde paisagem,
também, não nasce o trigo
da semente na terra semeada.
Sem trigo não há farinha,
sem farinha não há pão
duro nem mole...
 Não haverá vinho da vinha,
nem do passado lembranças.
Sem água secam as oliveiras
sem oliveiras não há azeitonas
sem azeitonas não há azeite
para temperar a açorda!
(Edumanes)

terça-feira, 7 de fevereiro de 2017

"VOLFRÂMIO"

Essas minas abandonadas,
como dantes lucro já não dão
foram muitas mãos calejadas
 que enriqueceram o patrão!
   
Nas minas de volfrâmio
os homens debaixo da terra
como toupeiras, trabalhando
 quem se lembra como era!

Me contou um dia,
 quem se deita sem ceia
  com a barriga vazia
  na cama toda a noite rabeia!

A pobreza, sustenta a riqueza,
 cada vez há mais  gente a pedir esmola
são, portanto, as leis contra a natureza
que protegem quem mais rouba!
(Edumanes)

domingo, 5 de fevereiro de 2017

"A COR DOS TEUS OLHOS"

Linda cara é a tua,
quando estás à janela
e eu passo na tua rua
lindos olhos vejo nela.

Não vi de que cor são,
os teus olhos, não sei
se são, castanhos, ou não,
com eles me fazem sonhar
como agitadas ondas no mar
vagueiam no meu coração!

 Dela nunca me separei,
por mim não era a saudade
ontem à noite ouvi bradar
quem seria dizer não sei?
(Edumanes)

sábado, 4 de fevereiro de 2017

"O BENFICA E A MULHER DO GUARDA-CHUVA"

Tem calma, amigo tem calma,
no teu encantador jardim
enquanto podas a roseira brava
o Benfica te dará alegria sem fim

Que a mulher do guarda-chuva,
 não lhes desvie a atenção,
como ela deixou cair as cuecas na rua
não deixem cair o, ainda, campeão!

Rapazes do Benfica,
não a deixem cair no chão
com a Águia que alto voa
prestem muita atenção,
no Estádio da Luz em Lisboa
os presentes e os distantes
façam todos sorrir de aledria
adeptos e simpatizantes!

Faça sol ou esteja a chover,
arrecadem sem canseira
três pontos, não se deixem roer
pelo caruncho da Madeira!
(Edumanes)

sexta-feira, 3 de fevereiro de 2017

"NUVENS PASSAGEIRAS"

Uma moda vou cantando,
 sim senhora, por acaso,
vou dar água às ovelhas
nas mãos levo o cajado
para enxotar as abelhas.

Elas voam lá no prado,
onde pastam as ovelhas
bebem água no regato
assustam as pardelhas.

Da cevada separada,
guardo a palha no palheiro
de uma vida abençoada,
da palha debulhado
guardo o trigo no celeiro,
como era no passado
cantam os galos no poleiro.

As galinhas já estão pondo,
passarinho voa, voa
como as nuvens passageiras
no caminho para Albernoa,
desta vida gosto tanto
com as mãos nas algibeiras
sim senhora, vou cantando!
(Edumanes)

quinta-feira, 2 de fevereiro de 2017

"A RÃ DEBAIXO DA PATA DO ELEFANTE"

Ainda ninguém viu o  dia de amanhã,
não se sabe, portanto, o que irá acontecer
um elefante pôs a pata em cima duma rã
aflita, disse tira o pezinho daí, está a doer.

O  elefante mal educado,
valendo-se do seu grande porte
a pequena rã telefonou para o cágado
que num instante lá chegou a trote!

O cágado estudante universitário, com educação,
disse, senhor elefante, tire o seu pezinho por favor
de cima da minha amiga rã, que está sofrendo de dor
coitadita, tantas lágrimas  já derramou nesse chão!
(Edumanes)

"FAÇAM FAVOR, SIRVAM-SE À VOSSA VONTADE"

Amor e beleza ternurenta,
 navegam com a felicidade
dos impostos está isenta
imaginação em liberdade!

Hoje nada me ocorre,
na dita caixa dos pirolitos
porque há  gente com fome
para encher pança dos ricos.

Neste mundo a circular,
com os rolamentos às avessas
há muita gente que para o jantar
não tem sopas de beldroégas!

O seu  povo sim a tudo diz,
revelando a sua franqueza
aqui neste pequeno pais,
 meia dúzia detém a riqueza!
(Edumanes)

quarta-feira, 1 de fevereiro de 2017

"FLORES BRANCAS"

Apelando,brancas são,
flores, simbolismo da paz
 nem à frente nem atrás,
 em redor, a maldade não vi
de falsidade é que senti
um aperto no coração!

Não acontecem por acaso,
ouvem-se lá onde estão
ecoando ribanceira abaixo
ouvi gritos de aflição
eram da saudade chorando
para o ensanguentado chão
dos olhos, lágrimas derramando!

Tem e continua a ser realidade,
pronunciada pela pessoa humana
tantas vezes essa palavra saudade
sentida no coração de quem ama!
(Edumanes)