sábado, 16 de dezembro de 2017

"DOBADOIRA"

Junto da sua fazenda, 
Que em volta da dobadoira
Mede uma légua em redor,
Estava no fim da merenda,
Mais a gente da lavoira,
Soberbo e mau lavrador.

De minha autoria não sendo,
Desconheço o autor,
A verdade estou dizendo!

11 comentários:

  1. Com essa da dobadoura puseste-me aqui a pensar. A minha avó passava a vida a fiar. E além da roca e do fuso para fazer os fios, tinha também uma dobadoura e um sarilho. Só que já não recordo muito bem o que fazia com uma e outro. Já lá vão muitos anos!

    ResponderEliminar
  2. Uma dobadoura ou dobadoira, chamavam a um pau que era utilizado para passar por cima do milho, ou outros cereais, quando dentro do alqueire, para ficar certinha a medida!
    Certinho vai aqui o meu abraço.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Esse pau a que te referes, em forma de cilindro chama-se rasoisa!

      Eliminar
  3. E quem diz a verdade não merece castigo, sempre ouvi dizer :)
    Gostei!

    Bom resto de domingo e boa semana*

    ResponderEliminar
  4. A verdade sempre vem à tona.

    Abraços,

    Furtado

    ResponderEliminar
  5. Boa noite Edu!
    Muito bom, gostei!
    Eu desejo um Feliz Natal e um Próspero Ano Novo!
    Que a luz divina ilumine o seu caminho neste e em todos os Natais que virão.
    Feliz Natal e um próspero Ano Novo!
    Que 2018 lhe traga muitas coisas boas.
    Abraço e boa semana amigo.

    ResponderEliminar
  6. Via muitas na minha juventude.
    Acho que já são uma raridade.
    Se é que ainda existem.
    Aquele abraço, boa semana

    ResponderEliminar