quinta-feira, 19 de outubro de 2017

"ORADOR A REBOQUE"

Enquanto o fogo se propagava,
de mãos atadas à inconsciência
se calhar não falava como fala
agora, em falta de competência,

Já lá estiverem senhoras e senhores,
são essas e esses agora que mais berram
só em prol do seu bem estar é que fizeram
a si próprios um sem número de favores!

Perigosas ideias são para quem acredita,
quem pensa que com arrogância se vence
interferência desumana e criminosa política
de que não houve, ninguém me convence!
(Edumanes)

quarta-feira, 18 de outubro de 2017

"PROSPECTIVA"

A arrogância tanto prospera,
à conta de quem a vida perdeu
não iliba quem antes nada fizera
para evitar o que aconteceu!

Se não saíres a bem,
terás de sair a mal
não aguentou porém
a pressão do maioral!

 Apelativo, discurso inflamado,
contra a força não há resistência
sempre se deve com prudência
agir contra as fúrias do Diabo.

Cada um cumpra o seu dever,
como deve ser cumprido
as achas continuam a arder
depois da floresta ter ardido!
(Edumanes)

terça-feira, 17 de outubro de 2017

"SOBREVIVENTE"

Como qualquer sábio, agora, diz,
também, há quem diga disparates
nenhum dos, muitos, que há no pais
 antes, conseguiu evitar catástrofes!

Mais desleixos não se consinta,
a quem não quis saber do aviso,
depois do fogo ter consumido
transformando a floresta em cinza.

Sem, antes, ter cumprido o seu dever,
toda a gente aponta o dedo à governação
ano após ano a floresta continuará a arder
se teimando não se apostar na prevenção!
(Edumanes)

domingo, 15 de outubro de 2017

"LITORAL ALENTEJANO"

 Dizem que há boa pinga,
 no vale das éguas
de certeza haverá mais ainda
 outras coisas muito belas?

Alimentados com bolotas,
tem vara de porcos pretos
espalhados pelas barrocas
 há por lá muitos sobreiros.

Conduzem ao engodo,
tem estradas e veredas
a caminho do Porto Covo
nas bordas urzes e estejas!
(Edumanes)

quinta-feira, 12 de outubro de 2017

"NO CHARCO"

Será que este mundo está perdido,
porquanto uns empunhando bandeiras
o povo será que, ainda, está convencido
de que as promessas são verdadeiras?

Os americanos e os coreanos,
estão brincando com o fogo
serão muitos mais os enganos
do que dentro da casca ovo goro.

À conta dos empobrecidos,
aqui onde mais goza o ricaço
sejam ou não sejam políticos
todos mergulharão no charco?

Enquanto não se mudarem as regras,
a arrogância de mal para pior continua
porque nas mãos sujas estão as rédeas
de quem ser o dono do mundo se julga?
(Edumanes)

quarta-feira, 11 de outubro de 2017

"QUEM NA PODA SE EXCITA"

Não sei quanto tempo me demoro,
quem ao descontentamento reage
enquanto com a imaginação não volto
fiquem com esse soneto do Bocage!

XXXV [SONETO DA AMADA GABADA]

Si tu visses, Josino, a minha amada
Havias de louvar o meu bom gosto;
Pois seu nevado, rubicundo rosto
Às mais formosas não inveja nada:

Na sua bocca Venus faz morada:
Nos olhos tem Cupido as settas posto;
Nas mammas faz Lascivia o seu encosto,
Nella, emfim, tudo encanta, tudo agrada:

Si a Asia visse coisa tão bonita
Talvez lhe levantasse algum pagode
A gente, que na poda se exercita!

Belleza mais completa haver não pode:
Pois mesmo o conno seu, quando palpita,
Parece estar dizendo: "Pode, pode!"!

sábado, 7 de outubro de 2017

"DE MANHÃ COMEÇA O DIA"

Minha aldeia pequenina,
está diferente d'outrora
bem eu me lembro ainda
ao romper da bela aurora!

 No inverno, ao frio e à chuva,
teria sido melhor senão fosse
lavrando a terra com a charrua
no campo, de manhã até à noite
cantando íamos para a labuta!

A paisagem o campo coloria,
na primavera vermelhas papoilas
dos homens, mas ai ai, o que seria
 se, ai ai, não fossem as moçoilas!
(Edumanes)

quinta-feira, 5 de outubro de 2017

"VIVA A REPÚBLICA"

Vergando a mola,
o Manel lá estava
cavando com a enxada
 a terra na horta!

Cava cava Manel cava,
cava Manel enquanto podes
 a terra é de quem a trabalha
dizer, ouviram-se vozes!
  
Goza bem a tua vida,
enquanto podes Manel
no talego coloca a marmita
não te esqueças do farnel!

Um corno com azeitonas,
e uma rodela de chouriço
vê lá por onde é que andas
Manel, não percas o juízo!

Para as palavras não borrar,
aquelas que arriba escrevi
penso que poderia continuar
mas é melhor ficar por aqui!

Se para com estas rimar,
continuarei noutra altura
se pelo caminho encontrar
mais palavras porventura!
(Edumanes)

terça-feira, 3 de outubro de 2017

"TERRA RESSEQUIDA"

Ai ai meus senhores,
esta terra tem sede
sem trigo não há pão
se nesta terra chovesse
desabrochavam as flores
e os cravos em botão!

Falta de água a terra sente,
fustigada pela seca prolongada
quando ausente, não presente
do amor mais se sente falta!

 Sofrem mais os corações,
de quem falta de amor sente
segundo rezam as provisões
Outono continuará quente?
(Edumanes)

segunda-feira, 2 de outubro de 2017

"UM PAR DE BOTAS"

Há quem tenha sorte na vida!
na rifa me saiu um par de botas
antes queria sofrer pelo Benfica
do que duma dor nas costas!

Dolorosa, má de gramar,
do meu território para fora
bem eu a tento expulsar
 teimosa, não quer ir embora!

Se ela por aqui continuar,
dizer, não sei até quando
por tanto me apoquentar
descontente estou ficando!

Consultei o tchimbanda,
com milongo a acalmou
não contente a magana
sem ser desejada voltou!
(Edumanes)