sexta-feira, 21 de abril de 2017

"FLOR DENTE DE LEÃO"

Em vez de jardineiro neste jardim,
o Dr. Oliveira Salazar,foi um ditador
se tudo o que tem princípio tem fim
Mário Soares, dizem que terá sido fixe,
nenhum deles terá ofendido uma só flor
dos três, em Portugal, um ainda  existe!

O poeta alegre, na Argélia, foi desertor,
na guerra os seus camaradas abandonou
após a Revolução dos Cravos, regressou
como sendo, da pátria, o herói salvador!
(Edumanes)

quarta-feira, 19 de abril de 2017

"ODE"

Para ser grande, sê inteiro: nada
teu exagera ou exclui.
Sê todo em cada coisa. Põe quanto és
no mínimo que fazes.
Assim em cada lago a lua toda
brilha, porque alta vive.
(Fernando Pessoa)

quarta-feira, 12 de abril de 2017

"CHAFURDANDO"

Sem trabalhar são bem remunerados,
não haverá no mundo outra pior praga,
no Parlamento deputadas e deputados
chafurdando o juízo de quem trabalha!

Sem alegria há gente também,
sofrendo sem vontade de sorrir
falar quem vergonha não tem
vim eu ao mundo para ouvir!

Não descobrem, os cientistas,
o remédio, adequado, para a cura
são mais que muitos os oportunistas
que vivem à conta da escravatura!

Bombardeiam povoações,
matam crianças inocentes
apoderam-se dos milhões
no mundo vivem contentes!
(Edumanes)

terça-feira, 11 de abril de 2017

"O CIENTISTA, O PORCO E A LANTERNA"


CIENTISTA ALENTEJANO!
Com um porco e uma lanterna,  subiu ao quinto andar de um prémio. De lá lançou o porco e a lanterna ao mesmo tempo. O porco caiu no chão primeiro do que a lanterna.  Conclusão, a velocidade do porco é superior à velocidade da luz!

domingo, 9 de abril de 2017

"SEM ORELHAS"

Fernandinho entrou no autocarro,  no interior do mesmo junto à porta, viu numa placa escrito. Menores de 10 anos estão isentos do pagamento de titulo de transporte!
 Fernandinho! Perfeito, assim já posso comprar um gelado!
Entretanto, o revisor o teu bilhete! Fernandinho disse menores de 10 anos estão isentos!  Então quando é que fazer 11 anos? Quando sair do autocarro!
 Fernandinho, diz o pai, convidsei um amigo para vir jantar connosco, tem um filho sem orelhas. Vê lá como te portas! Não gozes com o rapaz!
Quando chegaram diz o Fernandinho, Deus proteja sempre os teus olhos.
O rapaz! Porque é que dizes isso? Se tiveres de usar óculos estás lixado!!!

terça-feira, 4 de abril de 2017

"COTOVIA"

Na cidade sufoca o coração,
não há vida como a do campo
saudável sem poluição
a paisagem é um encanto!

Na cidade se anda a correr,
no campo calmaria
atrás, para não se deixar ver
 da tristeza se esconde a alegria!

Como antes o Cotovia,
de manhã ao levantar
já não oiço como ouvia
em Abril, a rola cantar!
(Edumanes)

segunda-feira, 3 de abril de 2017

"MORTE POR ENCOMENDA"

Por dinheiro se mata! Se fosse pobre continuaria vivo. Mas, como era rico, sem vida continua morto!
Mandou matar o pai para herdar fortuna. Mas cometeu três erros. Em apenas 12 horas, os investigadores descobriram que foi o filho da vítima quem encomendou a sua morte.  
Santiago Alli Torres é um jovem de 18 anos desde sempre habituado a uma vida de luxo. Amante de saídas nocturnas, carros de luxo e futsal, Santiago tinha a vida que muitos jovens da sua cidade sequer sonham em ter. Mas não era suficiente.
Conhecido por Brunito, o jovem queria mais e, por isso, encomendou a morte do pai, mas foi apanhado pela polícia venezuelana que, em apenas 12 horas, montou o puzzle do homicídio. Mas comecemos pelo crime.
No dia 24 de Fevereiro, pela manhã, a vítima, Bruno Allio Bonetto, de 59 anos, saiu de casa em Maracibo e dirigiu-se ao seu carro. Foi então que foi surpreendido por dois assaltantes que lhe encostaram uma pistola à nuca. “Quietinho. Isto é um assalto”. Bruno reagiu e acelerou a viatura contra o portão, depois tentou fugir, mas foi atingido com duas balas nas costas. Morreu.
A noiva ficou de rastos, estava em choque. Mas o filho, Brunito, permaneceu tranquilo. Perguntou se existiam câmaras de video vigilância no quarteirão e até fingiu um desmaio.
As autoridades começaram a desconfiar da postura do jovem e investigaram. E foi então que fizeram a descoberta macabra: Brunito havia encomendado a morte do próprio pai para ficar com a sua fortuna.
Mas o crime, que parecia perfeito, era na verdade muito imperfeito e os investigadores levaram meio-dia para chegarem ao autor moral do homicídio.
O primeiro erro de Brunito foi dar a chave suplente do carro do pai aos dois assaltantes. Depois, novo erro. Furtou a pistola do progenitor, uma nove milímetros, e deu-a aos dois homens. Por fim, a polícia veio a descobrir que o próprio Brunito deu boleia aos dois assaltantes até ao bairro onde mora e onde foi cometido o crime.

sábado, 1 de abril de 2017

"31 DE MARÇO, SEXTA-FEIRA. 1 DE ABRIL, DIA DAS MENTIRAS" NÃO É PETA!

Ontem, estive envolvido num acidente,
quem me dera, a mim, que fosse mentira
hoje, do que estou estaria mais contente
saí ileso mas poderia-me ter tirado a vida!

Continuando, fui com a minha mulher a uma consulta ao Hospital Curry Cabral, em Lisboa,  da Rotunda do Relógio segui pela Avenida do Brasil, até ao Campo Grande, antes da Cidade Universitária, parei nos semáforos sinal vermelho. Quando passou a intermitente, iniciei a marcha para a esquerda na direcção da Avenida da República. Mas o sinal da via em sentido contrário não  passa logo a vermelho, portanto quem  tenciona virar à esquerda tem de ter atenção ao transito que vem em sentido contrário.  Pensando eu de que o sinal já estaria vermelho, mas, se calhar ainda não estava. Nesse instante aproxima-se uma viatura em sentido contrário, pela direita. Consegui parar mas não consegui evitar o embate, na parte lateral esquerda, tendo a mesma ido embater com a parte traseira num poste do semáforo que regula o transito de peões, o qual tombou para cima duma senhora que naquele momento de azar ia a passar junto do mesmo. Felizmente, saiu ilesa. A viatura ficou virada em sentido contrário àquele em que seguia.  Já lá passei várias vezes. Todavia, há sempre uma primeira vez, o que tem de acontecer, mais tarde ou mais cedo acontece mesmo!

quinta-feira, 30 de março de 2017

"BAGANHAS"

Sou cidadão deste pais, com os impostos em dia,
nada me impede de criticar sem ofender ninguém
foi assim que germinaram as baganhas da política
Vasco da Gama, com o seu nome tem uma ponte
Salazar, "o grande ditador", tinha mas já não tem,
em menos dum relâmpago mudaram-lhe o nome!

Cristiano Ronaldo, já  tem um aeroporto na ilha,
porque, a cabeça não é só para se enfiar no capuz
em Lisboa, tem não sei quantos metros de avenida
Eusébio da Silva Ferreira, próximo do Estádio da Luz
onde iniciou e terminou a sua carreira de futebolista!

Também podia ser Gago Coutinho e Sacadura Cabral,
ambos, conhecedores da navegação marítima e aérea
com o seu nome não há nenhum aeroporto em Portugal
 todavia, não deixa de ter graça essa escolha paupérrima!

O nome do aeroporto podia ser, alguém com conhecimento de aviões,
nada tenho contra o futebolista, bem a bola sabe pontapear e cabecear.
Agora é que  eu estou começando a perceber, quem tem muitos milhões
neste mundo, até os sapos como aviões sem asas é capaz de fazer voar!
(Edumanes)

quarta-feira, 29 de março de 2017

"ESPECADO"

Vem daí amigo vem,
não percas a esperança,
 se calhar quem a não tem
o que deseja não alcança!

Vem daí amigo vem,
ao encontro do sustento
deixa ir, o que lá vai lá vai
a protestar contra o tempo,
 não fiques, portando, refém  
ai, especado, a olhar para o céu
enquanto só das nuvens água cai
em cima do teu velho chapéu!

 Amigo, vem comigo subir o cerro,
continuando a nossa caminhada
não deixando desenrolar o novelo
para não se perder o fio à meada
sem inveja nem dores de cotovelo
amigo, tenhas uma vida abençoada!
(Edumanes)

segunda-feira, 27 de março de 2017

"DO OUTRO LADO"

"Triste vida, cruel sorte,
Já é tempo de acabar;
Se hei de viver em tortura
Oh morte vem-me matar".
Ti Manel Tem Coisas
(Ai você, sô Manel, tem coisas...)
(
Sousel - Alentejo)


 Ó! Ti Manel, eu cá não penso assim,
nas suas pétalas perfume existe
mesmo que a sorte seja triste
enquanto houver uma flor no jardim!

 Viver aqui é um privilégio,
quando em casa sossegado
da janela vejo o Rio Tejo
do outro lado o Porto Alto.

Não sei como amanhã irei andar,
de cujo o futuro desconheço
todavia, penso nunca me saturar
de viver neste mundo a que pertenço!
(Edumanes)

domingo, 26 de março de 2017

"POITA"

Em vez de velha poita,
teríamos uma nação rica
se essa gente da política
produzisse alguma coisa!

Só sabe é gastar,
 quem nada produz,
alimenta a divida
é como uma ferida
enquanto cria pus
não há meio de sarar!

Como cancerosa mazela,
na pobreza mais sentida 
porquanto mais interessa
a essa gente da política!

Quem já sentiu a mudança,
de que tanto se fala por ai
longínqua está a esperança
por isso é que, ainda, a não vi!

De que surpreendido se sentiu,
quando, a vaguear, a viu na rua
 disse, quem te vê, antes não te viu
 assim tão probrezinha seminua!
(Edumanes)

sexta-feira, 24 de março de 2017

"PRIORITÁRIA"

Segundo dados de estudos científicos,
por responsáveis cientistas, realizados recentemente,
que se dedicam a estudar os fenómenos da natureza, 
indicam de que ano após ano diminui o espaço nas praias.
Daqui a pouco, o verão está a bater à porta com a sempre
tão desejada, por inúmeras pessoas, época balneária.

Ser motivo de preocupação,
pelo qual o Chefe de Culinária,
recomenda a sua continuidade
da seguinte receita de alimentação
sendo para as mulheres prioritária
menos obesidade mais felicidade.

Para manterem o corpo elegante,
sem bochechas, bem torneado
a obesidade é alarmante,
sendo, portanto, aconselhável
  para manter na vida cotidiana
 o seu bem estar equilibrado
com alimentação vegetariana
 é simples, é económico e saudável.

Salada:- Dois tomates e um pepino,
Fruta:- Duas maçãs e uma banana!
(Edumanes)

quinta-feira, 23 de março de 2017

"O PÁSSARO QUE NÃO SOU EU"

Desejo-te um dia feliz,
para te cumprimentar
ainda agora aqui cheguei
porque antes o não fiz
só agora te encontrei.

Na roseira disse p'ra rosa,
se a tua mãe é uma árvore
sendo eu um passarinho
pede-lhe para na tua toca
protegido da tempestade
me deixar fazer o ninho!

Logo a rosa apressada,
sem hesitar, me respondeu
dizendo que está apaixonada
por um pássaro que não sou eu.

Tenho esperança, não desisto,
sem pressa, tenho vagar
no teu perfume acredito
a esse teu jardim prometo voltar.

Perfumada te quero ver à janela,
com um beijo nos lábios sorrindo
a vida com amor é sempre mais bela
no mundo, não há nada mais lindo!
(Edumanes)

quarta-feira, 22 de março de 2017

"OLARILAS"

Este poema popular!
Do gafanhoto obeso,
levezinho a saltitar
está suspenso no ar
é proibido circular
com excesso de peso!

Prevaricador de intrigas,
de comportamento insolente
aquele, desprezível, olarilas
do Eurogrupo, Presidente.

Mal educado sebento,
de cabelo encaracolado
como dengue envenenado
na Europa exala veneno!
(Edumanes)

terça-feira, 21 de março de 2017

"O TEMPO NÃO PÁRA"

Amendoeiras em flor, 
o tempo não pára
à chuva, ao frio e ao calor
na terra nascida e criada.

 Seara, verde seara,
 nascida da semente
aqui na terra semeada
chora porque sente
se verde for cortada.

Sendo o destino da seara,
 dar sustento a muita gente
quando seca dispensa a água 
na terra mais sede não sente
 seca, com a foice é ceifada!
(Edumanes)

segunda-feira, 20 de março de 2017

"CUCO RABILONGO"

Não para ver de tristeza,
lágrimas sobre as faces dela
a sorrir queria ver a natureza
gotas de água com certeza
 das nuvens caindo na terra!

Depressa para a saudar,
do quarto abri a janela
a sorrir não a chorar
chegou hoje a primavera.
O vento frio, senti, soprando,
olhei para o céu, vi o sol raiar
 como outrora ouvia lá no campo
hoje, o cuco não o ouvi cantar!
(Edumanes)

domingo, 19 de março de 2017

"RABEANDO"

Hoje é dia do pai,
para os que deste mundo,
para o outro mundo já partiram
num eterno sono profundo
 lá onde estão descansem em paz.
Para os que como eu continuam
por cá, de tudo o que falta faz
tenham, para bem estar na vida
enquanto por cá vão rabeando
saúde, paz, amor e alegria!

 Pesando no Alentejo,
onde nasci para a vida
as ovelhas vi no brejo
dos sobreiros tirei cortiça.

Comichão da poeira,
 no corpo já não sinto
como quem sente
no campo ceifei trigo,
ao calor do sol ardente
malhei milho na eira
 não estou mentindo!

Com  a charrua lavrei,
terra mole e terra dura
com os pés nus andei
no tempo da penúria.

Melhor, será, dizendo,
 até havia muita fartura 
de descontentamento
no tempo da ditadura!

Agora há liberdade,
lá na casa da democracia
ouve-se muita alarvidade
como antes não se ouvia!
(Edumanes)

sábado, 18 de março de 2017

"ALGUÉM A VIU?"

Perdi a minha caneta,
nunca mais a encontrei
mas, porque sou forreta
outra igual não comprei.

Não! Forreta, eu,  não sou,
eu estou é, mesmo, preocupado
 se por acaso alguém a encontrou
quando a devolver digo obrigado.

Separados um do outro,
nem tu  nem eu de certeza
temos culpa neste duvidoso
mundo de tanta incerteza.

Não andes por aí desesperada,
de voltares, para mim, tenho esperança
como quem sente sinto, tanto, a tua falta
mas, não tragas na ideia a vingança!
(Edumanes)

sexta-feira, 17 de março de 2017

"SIRVAM-SE, ESTÃO MADURAS"

Se havia burro, não havia nora,
outrora, quando trabalhava no campo
tirava água para regar a horta
do poço com caldeirão de estanho!

 Regava as laranjeiras,
na primavera em flor
a sombra das oliveiras
no verão me protegia do calor.

Olhando para a figueira,
via os figos crescerem
enquanto via na ameixeira
 as ameixas amadurecerem. 

Mas, eram aquelas sãs,
para à fome dar de comer
da macieira apanhava as maçãs
maduras bem as podem ver.

Bem madura amarela,
havia a pêra saborosa
desfolhada à janela
para mim sorria a rosa.

De modos, embeiçado,
logo o cravo ciumento
deveras ficou amuado
com as pétalas ao vento!
(Edumanes)

quinta-feira, 16 de março de 2017

"CIMENTO NÃO ARMADO"

Eu a vejo da minha janela,
não é a paisagem alentejana
por não ter armas com ela
é de cimento mas não armado.
 Começa por G termina em ama,
é uma ponte sobre o Rio Tejo,
quando vou para o outro lado
bem me cinto em cima dela
a caminho do Alentejo.

Não sei se por ela já passou,
você Fuzileiro, o rio bem conhece
se junto dele treinou e nele navegou
disso jamais na vida se esquece!
(Edumanes)

quarta-feira, 15 de março de 2017

"VOCÊ SABE"

Diga lá! Você sabe,
o nome dessa povoação
a caminho do Algarve.

Você já lá almoçou,
não diga que não!
Você mesmo me contou
foi num dia de verão!

Tal tá a moenga!!!
com as mãos no volante 
 e as quatro rodas no chão
vinha não sei de onde
seguindo noutra direcção
então, não se lembra?
(Edumanes)

terça-feira, 14 de março de 2017

"O QUE É QUE O BURRO FAZ AO SOL?"

Acho que isso é imoral,
quem acredita ser enganado
tudo o que é justo afinal
seja cozido ou assado. 

Sou um membro, digo,
desta sociedade bem sei
em promessas não acredito
verdade nelas não encontrei.

 Sendo os que mais fazem sofrer,
longe de gente boa estejam os desgostos
 roubam milhões não vão para os calabouços
os ladrões têm advogados para os defender
  são os burros que pagam mais impostos!!
(Edumanes)

sábado, 11 de março de 2017

"SE CALHAR"

Para em segurança viajar,
tenho de mudar de rumo
estou pensando se calhar.

 Não carregar as bugigangas 
para o barco não ir o fundo
navegar em águas mansas!

Vou cantando uma cantiga,
daquelas que eu sei cantar
se eu fosse poeta escrevia
um poema de noite ao luar!

Quem de sede está chorando,
das nuvens não cai água na terra
para porto seguro navegando
no meu barquinho à vela!
(Edumanes)

quinta-feira, 9 de março de 2017

"AINDA NÃO ABALEI"

Com alegria  estou aqui,
sem esconder a seriedade
todo o tempo que já vivi
recordando com saudade!

Três quartos de século,
caminhando, já percorri
do fim ficando mais perto
faz hoje anos que eu nasci!
(Edumanes)

quarta-feira, 8 de março de 2017

"SÃO PARA VOCÊ"

Quem tem coração sente,
para cada mulher uma flor
hoje dia 8 de Março e sempre
saúde, paz e muito amor!

De quem ama sentir calor,
como ama se sentir amada
a mulher é como uma flor
nunca deve ser amachucada!
(Edumanes)

terça-feira, 7 de março de 2017

"NO CAMPO"

A correr vi o Caracol,
no campo seara de trigo
ouvi cantar o Rouxinol
voando vi o Pintassilgo!

Sem ciumes do amor,
na roseira vi uma rosa
para dar lugar ao calor
o frio está indo embora!

Não há nuvens no céu,
azul, o podemos ver
nas praias pernas ao leu
qualquer dia senão chover!

  De cujo o contentamento,
que nunca na vida inferniza
de que possa ser mau tempo
quando chove ninguém diga.

Talvez o seja na cidade,
porque, no campo é alegria
para as flores felicidade
 com amor de noite e de dia!

Para o bem da saúde,
do que a vida no campo
sem qualquer queixume
não há melhor beleza,
sem a política rimando
apreciando a natureza!
(Edumanes)

segunda-feira, 6 de março de 2017

"NAS BORDAS"

Sem se afastar da felicidade,
saiba esperar pela primavera
antes da curva reduza a velocidade
seja cauteloso não tenha pressa.

 Sem fazer essa careta,
agradeça a quem o ajudar
se nas curvas resvalar
 para as bordas da valeta.

Manter a calma e sangue frio,
para não perturbar a condução
se nas curvas é que está o perigo
nas rectas tenha mais atenção!
(Edumanes)

domingo, 5 de março de 2017

"PINTARROXO"

Hoje dia 5 de Março,
domingo chocho
porque estava acordado
ouvi cantar o pintarroxo.

De manhã cedo voou,
para a fonte o passarinho
na água mergulhou,
cheio de sede coitadinho!

Não os pode abandonar,
no ninho os ovos chocando
para à sua passarinha dar
com água no bico voando.

Voltou o passarinho,
alegremente, cantando
 lá do cimo dum raminho
sua passarinha vigiando!
(Edumanes)

quinta-feira, 2 de março de 2017

"EM VEZ DO PANAMÁ UM BONÉ"


Porque, vale sempre a pena,
continuar a luta companheiros
pretendendo eu escrever este poema
inspirado no Panamá dos fuzileiros.

 Na internet navegando,
a todo o vapor com esperança e fé
 encontrei estou contando
 em vez do Panamá um boné.

Portugal sendo roubado está,
pelos seus muitos caloteiros,
há no mundo um país Panamá
além do Panamá dos Fuzileiros!

O Panamá dos fuzileiros,
é para na cabeça colocar
 em Portugal os caloteiros
 estão dando muito que falar.

Eles estão por todo o lado,
a justiça não os consegue controlar
com o muito dinheiro roubado
 gozam bem a vida sem trabalhar!
(Edumanes)

quarta-feira, 1 de março de 2017

"PONTE EM CONSTRUÇÃO"

Ponte em construção, Rio Cutato-Angola,
Distrito do Huambo, anos 70, Século XX.

São ideias dum alentejano,
se as conheço, não as invento
não sei se estarei melhorando
ou se  ainda me está doendo!

Não fiz nenhuma asneira,
mas, levei com uma bolota
caída do ramo duma azinheira
em cheio no cimo da minha tola
até vi mais do que uma estrela.

Eu sonhei quando era moço,
 de que podia agarrar uma estrela
subi para cima dum tremoço
embarquei na nuvem passageira.

Não estou arrependido,
por não ter sido ao acaso
na Esperança acreditei
fui para África com a Fé
do Alentejo comigo a levei
ter atravessado o Rio Cutato
imaginei, em cima dum Jacaré
sem ter incomodado o Crocodilo!
(Edumanes)

terça-feira, 28 de fevereiro de 2017

"SOMENTE"

Acontece na realidade,
não surge só na imaginação
amor, carinho e felicidade
quem ama sente no coração
para a manter haja vontade
não se destrua a paixão!

Quem nesta vida mais trabuca,
para não perder a sua identidade
mais vale tarde do que nunca
nem que seja só por uma tarde!

Uma longa tarde de alegria,
para durante a noite sonhar
quem se deita de barriga vazia
 na cama não consegue sossegar.

 Amor sente no coração,
somente, quem sabe amar
mais vale um pássaro na mão
do que dois pássaros a voar!
(Edumanes)

segunda-feira, 27 de fevereiro de 2017

"QUASE DESPIDO"

Nem nunca, nem no dia de Carnaval,
 quem a fartura não farta de mataco ao leu
porque, se houver menos sol em Portugal
é porque mais nuvens vagueiam no céu!

Não se chora de tristeza,
enquanto se sorri de alegria
tanto de noite como de dia
na terra vagueia a beleza.

Pelas ruas em liberdade,
de olhar não sendo proibido
 com uns trapinhos à vontade
nesse corpo quase despido!

Faça sol, chova ou faça frio,
não sente frio corpo quente
como livre corre a água no rio
 seja turva ou seja transparente?
(Edumanes)

domingo, 26 de fevereiro de 2017

"LIBERTA"

Os exércitos só pecam,
por matar gente inocente
se quem explora boa gente
evitassem heróis eram!

Atitude de Paulo Núncio revela,
 "grande elevação de carácter"
se tivesse vergonha na cara dela
à sociedade seria uma útil mulher!

Da matraca liberta bojardas,
como no Iraque os americanos
terão muitos milhares de balas
disparado contra seres humanos!
(Edumanes)

sábado, 25 de fevereiro de 2017

"NA BACIA"

Da enxerga me levantava,
ia lavavar a cara na bacia
para o trabalho abalava
cantando com alegria!

Saúde ausenta a dor,
no campo vida sadia
à chuva, ao frio e ao calor
trabalhando todo o dia.

Como os soldados na guerra,
homens no campo sem abrigo 
com amor se trabalhava a terra
para fazer pão, nos dava o trigo!
(Edumanes)

sexta-feira, 24 de fevereiro de 2017

" ROSAS E ESPINHOS"

A roseira não tem só rosas,
 tem espinhos também 
quem atitudes vergonhosas
pratica, vergonha não tem!

De  que pela Geringonça,
 está sendo incomodada
 à boca cheia diz a sonsa
aquela do nariz rebitado
não contente com o que tem
talvez queira uma melhadura
queixar-se foi aquela mimada
ao Sr. Presidente da República
 caminhando a passo apressado
apressadamente, para Belém!
(Edumanes)

"FADINHO ALENTEJANO"

Atenção amigo António,
para ti que tens uma horta
sem esquecer o Querido e o Páscoa
é que desta me lembrei agora,
com as mãos pegando no cabo da enxada
cavando a terra vergas a mola
deste fadinho alentejano
escutem bem o reportório
sim senhora, não estou mangando!

quarta-feira, 22 de fevereiro de 2017

"NA RIBANCEIRA"

Bem se sente no corpo,
nas tardes quentes de verão
nesta vida sem retorno
sopra o vento do suão.

Suave na primavera,
sopra o vento, o sol brilha
no inverno o frio refresca
 a água dentro da bilha.

Na bilha feita de barro,
no exterior tem uma pega
fresca bebida pelo cocharro
abençoada a alma refresca.

Sem mais nada na agenda,
para hoje e sempre vos fazer rir
quem mais anda mais desanda
sem daquela negra poder fugir!

Daquela nuvem negra,
digo, passageira do tempo
derramando água na ribanceira
eu a vi para o rio correndo!

Não estou não mentindo,
só estou, aqui, imaginando
nem zangado nem sorrindo
porque estou descansando!
(Edumanes)

terça-feira, 21 de fevereiro de 2017

"DE MIM"

De que boa educação tem,
acredito, quem procede assim
mal não estou dizendo de outrem
enquanto estou falando de mim!

Eu, falo com as flores,
mas, nunca as ofendo 
porque gosto, muito, delas
no campo, no jardim de várias cores
quando as estou vendo 
perfumadas tão belas!

Quando vou à praia,
tenho sempre em atenção
gosto da água não a magoo
vejo as mulheres sem saia
obedeço à educação
que nunca me abandonou!

Respeito as boas maneiras,
quando eu trabalhava
tirava as mãos das algibeiras.
Digo quando eu trabalhava,
porque agora estou na reforma
de tudo o que me agrada
nada, mesmo, me incomoda!
(Edumanes)

segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017

"RUA ESCURA"

O que se perde na vida,
na vida jamais se recupera
notícias mais não tivera
da juventude perdida.

A caminho do futuro,
na Rua da Claridade
perdida no escuro
lá ficou a mocidade.

Perdida no tempo,
não sei onde a encontrar
saudades dela tenho,
no entanto,  ao passar
a seguir, na Rua Escura
perguntei à claridade
que me disse, porventura
foi presa na Rua da Liberdade!
(Edumanes)

domingo, 19 de fevereiro de 2017

"VERDE SEARA"

 No coração à distância,
a saudade que se sente
quando do amor ausente
longe de quem se ama.

 Se impede o obstáculo,
a distância não separa
une quem está afastado
a saudade verde seara.

Estou lembrando disso,
bom petisco na lancheira
boa pinga, pão e chouriço
nesta tarde domingueira!
(Edumanes)

sábado, 18 de fevereiro de 2017

""POR QUÉ NO TE CALLAS?"

Como no tempo do cala a boca rapaz,
felizmente, não há em Espanha outro Franco
nem em  Portugal, governa outro Salazar
porque se governasse, não se ouvia tanto,
como tantas vezes se tem ouvido falar
 lá e cá, da Central Nuclear de Almaraz!

Da natureza é inimiga a poluição,
das pessoas e seu bem estar na vida
com uma mão se lava a outra mão
de que é mentira isso ninguém diga.

Ninguém só com um comprimido,
 poderá curar as doenças do pulmão
como as mágoas dum amor traído
 deixadas para sempre no coração.

Todos queremos bem estar na vida,
ter na garagem um luxuoso carrão
sempre pronto para mais uma corrida
com os pezinhos levantados do chão!
(Edumanes)

sexta-feira, 17 de fevereiro de 2017

"NA ARENA"

O boi apaixonado,
pela vaca ciumenta
vagueia desnorteado
como nuvem cinzenta
voa no céu azulado?

Seja boi vindo,
delicada ela foi
a vaca sorrindo
 disse para o boi!

Na planície alentejana,
erva verde pasta o gado
sopra o vento na savana
faz frio no descampado.

O boi apaixonado,
para lá ser sem pena
toureado e torturado
 já entrou na arena!
(Edumanes)

quinta-feira, 16 de fevereiro de 2017

"PÉTALAS"

Atrás dela os cães galgos,
na charneca uma lebre corria, corria,
enquanto deputadas e deputados,
gritavam na casa da democracia!

O pastor, lá no prado,
as ovelhas pastando,
encostado ao cajado
alegremente, cantando!

No Jardim do Amor,
uma rosa na roseira desabrochava
sobre as pétalas de uma flor
uma borboleta voava, voava!
(Edumanes)

quarta-feira, 15 de fevereiro de 2017

"RECORDAR É VIVER"

Se recordar é viver,
é o que estou fazendo
por assim o entender
ajuda a passar o tempo!

A Bandeira Nacional,
colocada sobre o caixão
da guerra colonial
triste recordação!
Explosão fatal
de minas na picada
 soldados de Portugal
tiveram morte imediata
em defesa da Nação!

Muitos anos já se passaram
quem lá andou jamais se esquecerá
das feridas que ainda não sararam
as quais só o tempo apagará!
(Edumanes)

sábado, 11 de fevereiro de 2017

"ILUSÃO"

Onde mais opera a ilusão,
aqui no mundo do aprendiz
tem vazio o lugar do coração
quem não faz alguém feliz!

Desde sempre não só de agora,
ainda há gente que não entende
porque ainda, certamente, ignora
essa gente que outra gente explora
 de que o mundo  a todos pertence!

 Coração de pedra não sente,
não sendo de quem sente e adora
neste mundo sempre haverá gente
por ciúme, do amor, sofre e chora!

Quem dos olhos para o chão,
derrama lágrimas de sofrimento
esquecidas não ficam no tempo
 saudades guardadas no coração!
(Edumanes)

sexta-feira, 10 de fevereiro de 2017

"MELHOR FORTUNA"

video
Já fui acender a salamandra,
para me aquecer no braseiro
o que não anda nem desanda
está frio no mês de Fevereiro!

Se durar a vida inteira,
 a saúde, melhor fortuna
a chuva não sendo muita
mas, já apagou a poeira!

Na mioleira nada mais me ocorria,
para vos desejar bom fim de semana
olhei para o céu, vi o sol que alumia
a terra que a gente em cima dela anda!
(Edumanes)

quinta-feira, 9 de fevereiro de 2017

"VEREDAS DO PASSADO"

Lágrimas correndo pelas faces abaixo,
dos olhos das pessoas carregadas de luto
deram origem a que nas veredas do passado
se construíssem as auto-estradas do futuro!

Houve quem depois da destruição,
 quisesse obturar o caminho do progresso
não a pistas de aterragem em construção
por todo o mundo a céu aberto!

Prontas para receber os aviões,
essas loucas máquinas de guerra
gananciosos detentores de milhões
espalhando sangue humano na terra.

Tão desumanos sem coração,
doentes, perigosos, fanáticos
a quem para comer não tem pão
no caminho colocam obstáculos!

São piores do que animais quadruplos sem cabresto,
sem peia nas patas correndo, loucamente, a relinchar
querem sem perturbações no seus país viver em sossego
mas vão para outros países os seus habitantes escoicear!
(Edumanes)

quarta-feira, 8 de fevereiro de 2017

"NA FEIRA DO CHOCOLATE"

MOTE:
Aqui no sossego,
sentado estou olhando
vocês como eu estão vendo
o chocolate balançado?

Quem pensa que não faz falta?
Hoje, a uma senhora ouvi dizer
quando estava sendo entrevistada 
por uma jornalista da televisão,
na feira do chocolate, em Matosinhos.
Graças a Deus, não chove,
das duas uma! Não quer que chova
ou então, não entende?
Se das nuvens não cair água no chão,
 sem água os passarinhos
morrerão todos à sede!
Sem água não há pastagem
 para sustentar as vacas leiteiras
é delas que se ordenha o leite
para a gente beber.
Sem água não há verde paisagem,
também, não nasce o trigo
da semente na terra semeada.
Sem trigo não há farinha,
sem farinha não há pão
duro nem mole...
 Não haverá vinho da vinha,
nem do passado lembranças.
Sem água secam as oliveiras
sem oliveiras não há azeitonas
sem azeitonas não há azeite
para temperar a açorda!
(Edumanes)

terça-feira, 7 de fevereiro de 2017

"VOLFRÂMIO"

Essas minas abandonadas,
como dantes lucro já não dão
foram muitas mãos calejadas
 que enriqueceram o patrão!
   
Nas minas de volfrâmio
os homens debaixo da terra
como toupeiras, trabalhando
 quem se lembra como era!

Me contou um dia,
 quem se deita sem ceia
  com a barriga vazia
  na cama toda a noite rabeia!

A pobreza, sustenta a riqueza,
 cada vez há mais  gente a pedir esmola
são, portanto, as leis contra a natureza
que protegem quem mais rouba!
(Edumanes)

domingo, 5 de fevereiro de 2017

"A COR DOS TEUS OLHOS"

Linda cara é a tua,
quando estás à janela
e eu passo na tua rua
lindos olhos vejo nela.

Não vi de que cor são,
os teus olhos, não sei
se são, castanhos, ou não,
com eles me fazem sonhar
como agitadas ondas no mar
vagueiam no meu coração!

 Dela nunca me separei,
por mim não era a saudade
ontem à noite ouvi bradar
quem seria dizer não sei?
(Edumanes)

sábado, 4 de fevereiro de 2017

"O BENFICA E A MULHER DO GUARDA-CHUVA"

Tem calma, amigo tem calma,
no teu encantador jardim
enquanto podas a roseira brava
o Benfica te dará alegria sem fim

Que a mulher do guarda-chuva,
 não lhes desvie a atenção,
como ela deixou cair as cuecas na rua
não deixem cair o, ainda, campeão!

Rapazes do Benfica,
não a deixem cair no chão
com a Águia que alto voa
prestem muita atenção,
no Estádio da Luz em Lisboa
os presentes e os distantes
façam todos sorrir de aledria
adeptos e simpatizantes!

Faça sol ou esteja a chover,
arrecadem sem canseira
três pontos, não se deixem roer
pelo caruncho da Madeira!
(Edumanes)