quinta-feira, 12 de julho de 2018

"MORRE O HOMEM FICA A FAMA"

Outrora foi considerado o celeiro da Nação,
Alentejo, terra de muito trigo, província de Portugal,
primeira travessia aérea do Atlântico Sul em hidroavião
com sucesso por Gago Coutinho e Sacadura Cabral.

O Bocage e o grande Camões,
escreveram poemas e sonetos
os causadores de perturbações
têm sido os sucessivos governos.

Os que não mexem numa palha,
são aqueles que mais recebem por mês
como antes, enganado, eu até duvidava
de que dois mais um não eram três.

Não nasci para mentir,
nasci para dizer as verdades
quando na última viagem partir
não sentirei mais saudades!
(Edumanes)

12 comentários:

  1. Muito belos e certeiros a sua poesia!! Amei!


    Beijos e um resto de dia feliz!

    ResponderEliminar
  2. As verdades são para serem ditas, sem medos com raiva e convicção! E tu sabes fazê-lo na perfeição!

    Aqui fica o meu abração.

    ResponderEliminar
  3. Por vezes as verdade custa a ouvir:))

    Bjos
    Votos de uma boa noite

    ResponderEliminar
  4. Ganha fama e deita-te na cama, diz o ditado, mas não foi isso que fez o Camões e o Bocage, continuaram a fazer pela vida, enquanto ela durou.
    E tu vais ter que fazer o mesmo, compadre.
    Amanhã é sexta-feira 13, cuidado com as bruxas!

    ResponderEliminar
  5. E é a verdade que deve prevalecer!

    r: Obrigada e boa noite*

    ResponderEliminar
  6. As verdades são para serem ditas meu amigo anda demasiada gente a comer à nossa conta.
    Um abraço e bom fim-de-semana.

    Andarilhar
    Dedais de Francisco e Idalisa
    O prazer dos livros

    ResponderEliminar
  7. Gostei de ler. Mas penso que Camões e Bocage não devem ter gostado nada da companhia na quadra que a eles dedicou.
    Abraço e boa sexta-feira 13

    ResponderEliminar
  8. É mesmo assim, meu amigo!
    Gostei de o ler.
    Beijinho

    ResponderEliminar
  9. r: É difícil resistir, de facto :p

    Obrigada e igualmente*

    ResponderEliminar